#Hips #InstagramStories

View this post on Instagram

Errata: espremem Texto "As minhas ancas falam entre si. Têm assuntos para tratar. Espremem a dor. Falam bonito Escorrem-se em mim Escorrem-me Dizem-me que está tudo bem #Dança #ElasDoAvesso' Texto @http://elasdoavesso.com #DeixaQueimar #EmanciparAAlma pela dor e pela coragem de #serEu mesmo que em ancas. Tenho medo de publicar este vídeo e, mesmo assim, publico-o. Quero muito unir a experiência que dá corpo ao texto, com o texto e a voz . Não sei por onde vou, mas preciso de experimentar estradas. Pode não ser a "certa", mas é uma estrada a ser percorrida Medo. Calou-me tantas vezes. Diz-me que não posso. O que vão dizer? O que o teu namorado vai dizer? E os alunos? Não podes. Tenho medo. Mas faço. Estou farta de viver amordaçada. #Ancas. As ancas fazem parte disso. As ancas falam o que eu não consigo dizer. Encontrei na dança o meu segundo modo de expressão. Segundo, porque o primeiro é a palavra. Mas depois de tudo, calo-a. A anca fala o que eu não digo. #ProcessoCriativo #Hips #Liberation #SacredFeminine #BreakTheOldPatterns #BreakTheIce #Be #BeYou #beyoutiful #medo mas o #Amor #venceu #love #creative #woman #freed #bpdy #healMySelfThoughMyBody

A post shared by elasdoavesso (@elasdoavesso) on

Nada disto

Nada disto é sobre o que fazes

Os pássaros

O milagre de uma rosa

O improviso de uma árvore

A surpresa do convite da natureza

Disfarçada de Deus

Ou Ele disfarçado dela…

Que importa? Não somos separados.

 

A cura acontece devagar

No momento

Sem contar

Como agora

 

Sei que sou válida

Não pelo que faço

Condição de nascida

Antes do nascimento

Sei que sou amada

Independentemente do que faça

 

 

A voz

A voz

A voz cala quando eu me reprimo,

Me afasto, quando não sei quem sou

Ou me cedo a ideais

(cheira a rosas, quando sou e me decido; na transcrição)

É injusto chamar-lhe de voz

É uma sensação de totalidade

É um estar bem

É um olhar que compreende sem compreender

Sem a mente

#ElasDoAvesso

 

(Vídeos: tudo isto é experimental, mas eu preciso de mexer na terra, para quando o tesouro aparece. Está “mal” articulado, mas é assim que me sai. Criança curada, frenética que não cala, sem articulação. Voz)

#PasseioNaPraia

Já viste o mar a deixar de ser para se alimentar e continuar a ser?

Já viste uma leoa a deixar de ser leoa para comer?

                                                                      #SobreGanharDinheiro

Eu celebro a humanidade nos olhos dos desconhecidos

O amor cúmplice nos olhos de uma mulher que não conheço. Eu celebro a vida

E a tulipa num vestido e a liberdade de uma criança

                              #MulheresEUmCorpo

E eu quero decorar uma casa

Eu sou sem sentido, sentido que faço

                                 #NoSenseInSensitive

Pudesse eu ver tudo do avesso como quando me viro assim

                                                                                             #AolharOCéu