A Mensagem que não chegou

Mensagem de Fernando Pessoa é, sobretudo, uma mensagem para nós, pessoas.

É um ensaio, sobre e para nós, que o Poeta nos deixa. Um presente de vida. Para ler e reler.

É a esperança em palavras que nos diz que devemos ouvir os deuses, as vozes que falam connosco, que nos dizem quem somos, o que queremos – mesmo quando não as queremos ouvir.

Depois… depois é preciso coragem. Porque vem o “Mostrengo” e o desconhecido… que prega partidas, que brinca connosco, que grita, que causa temor… E aí vem o coração do Homem, do homem que conduz, que treme mas que segue.

O homem que segue a missão que lhe deram nos sonhos. Nos sonhos que o têm, nos sonhos que o acordam por dentro. E mesmo que tudo esteja “moribundo”, que tudo careça de sentido e de ordem… quando tudo está fragmentado, partido, roubado… É a Hora. É a hora de ir, é a hora de reinventar, de renascer, de regressar a nós e ao sonho.

Mais do que um poema para os portugueses, Pessoa deixou-nos um claro convite à concretização de sonhos, dos sonhos a sério, dos que metem medo, dos que não deixam dormir ou viver em paz, quando acordado.

E o Monstrengo, de Monstro… Vem do latim Mostrum que significa mostrar, revelar – o que é mais nosso, o que somos, o que viemos cumprir.

#ElasDoAvesso

P.s.: Gostaste deste artigo? Partilha-o, por favor 🙂 Ajuda-nos a crescer 😉 #Elas, nós todas agradecemos muito 🙂 Obrigada por estarem connosco!

Recebe a newsletter d‘Elas do Avesso aqui 🙂

Partilhar
0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *