Mesmo quando eu não disse

Quando é tudo assim, tão bonito, eu fico com medo de falar.

As palavras não sabem dizer isto. Por muito que o Amo-te exista. Quando o mundo é a Verdade absoluta, as palavras só podem falhar. Porque as palavras são vaidosas. São simuladas e sempre vão querer roubar uma beleza que não é delas. Não pode Ser. Porque elas só podem intelectualizar o que é. É por isso que quando a Verdade é, eu tenho medo de escrever.

Porque só posso gastar uma realidade sentida nos olhos, no peito, nas lágrimas e no amor.
Seja la o que isso for.

Falar sobre isto, intelectualizar o que acontece quando te sinto assim, quando me sentes assim, a mim e às coisas, é atraiçoar a verdade.

A verdade não se conhece em palavras.

Sempre que tentamos aproximar-nos da beleza da verdade, contá-la com as palavras, somos movidos pela vaidade e pela necessidade vã, inútil desde logo no resultado. É uma necessidade irreal de a prolongar. Como se ela não estivesse permanentemente, num imediato e inexorável agora, a acontecer.

É por isso que é um risco dizer que te amo. Isso nunca vai, tão-pouco, simular a verdade.

Ainda bem. Ainda bem que sentiste como eu. Mesmo quando eu não disse.

#ElasDoAvesso

 

P.S.: GOSTASTE DESTE ARTIGO? PARTILHA-O, POR FAVOR:) AJUDA-NOS A CRESCER #ELAS, NÓS TODAS AGRADECEMOS MUITO 🙂 OBRIGADA POR ESTARES CONNOSCO!

P.S.2: AH! SE PUDER SER, COM A HASHTAG #ELASDOAVESSO QUE NÓS SOMOS BUÉ MODERNAS

RECEBE A NEWSLETTER D‘ELAS DO AVESSO AQUI

Márcia Augusto #ElaDoAvesso

Márcia Augusto #ElaDoAvesso

Partilhar
0

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *