Inevitavelmente Poesia III

Se, ao menos, eu soubesse unir tudo

Tudo está tão quebrado e nada se partiu

Se, ao menos, eu visse a verdade

Se eu me lembrasse da verdade

O estilhaço de mim vem no esquecimento

Na lembrança sou inteira

Na verdade sou unidade límpida

 

Quando me lembro

[Sou asas translúcidas

E o mundo todo é meu

 

Mas, na mentira do esquecimento

Parto-me e não vejo

[É tudo fragmento do que nunca partiu

E eu só não vejo

#ElasDoAvesso

 

P.S.: PARTILHA, POR FAVOR:) AJUDA-NOS A CRESCER #ELAS, NÓS TODAS AGRADECEMOS MUITO 🙂 OBRIGADA POR ESTARES CONNOSCO!

P.S.2: AH! SE PUDER SER, COM A HASHTAG #ELASDOAVESSO QUE NÓS SOMOS BUÉ MODERNAS

RECEBE A NEWSLETTER D‘ELAS DO AVESSO AQUI

Partilhar
0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *