Campos – Trova do Uno

Muito se fala de Campos… o homem da máquina, o poeta dos maquinismos em fúria… mas urge perguntar: trata-se de tanta fúria assim? Trata-se mesmo de cantar a Máquina, ou trata-se de outra civilização encoberta?… O pensamento que subjaz à máquina? O unicismo, ou o unanimismo, como o movimento francês lhe chamava…

Mas, ainda assim, parece-nos… urge ser mais do que isso. Pessoa, esotérico e exotérico, como a sua Poesia lhe exigia… não devia “deixar barato”, muito menos deixar coisas por dizer ou ainda dizer por dizer. Nada é ao acaso em Pessoa. Homem das letras, mas, antes de tudo, um filósofo, um minucioso pensador que não desistiu nunca da pergunta fundamental – Para que serve tudo isto?

Parece-nos que Pessoa pode ter deixado a resposta, mas nem todos quiseram compreender… Aqui fica uma tentativa de adentrarmos Pessoa, não o seu universo, mas o universo de todos, do Todo, que ele tão bem queria cantar.

Abaixo deixamos uma aula gratuita sobre este tema e convidamos todos aqueles que sintam o coração a bater com o tema, venham estar connosco, ao vivo, num encontro que se pretende intimista e também despretensioso… venham!

O primeiro evento deste tipo, ao vivo, tem lugar no dia 24 de novembro, às 18h30, no espaço do Elas do Avesso – Borboletar, casa de bonecas sem pano, de livros, de espelhos como metamorfose, de histórias encerradas, agora abertas, na arca da vida… a arca em que se traçaram os primeiros planos, as primeiras letras também. O evento é mensal e gratuito. Venham! Ao primeiro sábado de cada mês, ao fim do dia, a sala enche-se de Poesia e Verdade, ou a primeira ao serviço da segunda. Estamos juntos. Os presentes podem (e devem, se quiserem) trazer obras que os tenham inspirado a serem melhores pessoas… afinal, é disso que se trata o mundo… sermos mais parecidos, mais à imagem do Alto que plasmamos! Até lá. Confirmação de inscrições aqui: 915628413

Partilhar
0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *