O verão acabou

Rasgar o chão e as entrelinhas

Há um oráculo nas folhas

Um oráculo encantado

Que diz que o que é para ser será

E até já o verão acabou

O outono começa a doirar as folhas

A fazer-lhes coroas de amor

Pudesse tudo ser como é o verão

Que de tudo se despoja

Só que com calor e doçura

O verão acabou

Que o inverno e tudo o que se despoja comece

Partilhar
error0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *