Eu queria uma escola amarela

Uma causa grande é aquela em que o teu benefício só acontece por fazeres algo que ajude os outros, deixares algo que traz benefício aos outros, sem tu mesmo te beneficiares com isso… Nem a realização de os veres felizes, é um fazer desapegado. A alma pede que faças e no ato de o fazer, sonhar, a realização ocorre. Com ou sem resultados. O foco é deixar o mundo melhor para os outros sem que ganhes nada com isso.

[Não significa recusares recompensa, mas não é ela que move. Exemplo: Bill Gates queria que todos em sua casa tivessem um PC, de modo a democratizar o seu uso. Acho óbvio que, na altura, ele não sabia que ia ficar rico. Thomas Edison ao inventar a lâmpada elétrica, fracasso atrás de fracasso, não o fez para ganhar dinheiro. Ambos acreditavam naquilo, não esperavam nada, o projeto beneficiava todos e eles seriam só os canais. Buda faz o voto de só se iluminar se isso beneficiar os outros. O foco nunca pode ser o teu umbigo. Não é bonito? Escolas de Marketing e de Economia (by the way, todas as escolas) ‘bora pensar nisto? O que faz um grande aluno? O que é o melhor ou o que ajuda o outro com o que sabe? Faz sentido reavaliar conteúdos e escalas. Vamo junto <3 ]

Para contactar a autora:

(Serviços: ensino e formação, explicações de Português, Filosofia e Comunicação/Marketing; Palestras)

Partilhar
0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *