A Cidade

A Cidade não se esforça por gostar de ti

A Cidade é quentinho nos pés e no rosto

Não se conquista um homem com a cidade

Nem a cidade se conquista com um homem

A cidade é um processo à parte

Que acontece

Que puxa por nós

Que funciona a nosso favor

Nos tira do sítio para nos mostrar outro lugar

O nosso

De mansinho

Sem julgamento

Para ver as faces redondas

O vermelho da pele

E o grito no braço

A Cidade é devagar

Como os homens e como o Amor para mim

A Cidade é rude sem ser

Bruta disse no meio

Afinal

A Cidade é só a Cidade

É bonita

É forte

É difícil

Mas ensina-me a ser ela mesma

Não se esforça por agradar

A Cidade

#ElasDoAvesso

(A cidade ensina-me a ser)

Partilhar
error0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *